Modelo de contrato de fiança bancária

Sempre que falamos de contratos, falamos de uma junção dos interesses das pessoas sobre um objetivo determinado objeto. E em contrapartida, um contrato poderá abranger os vários aspectos dependendo da sua finalidade jurídica.

Isto é o que ocorre com o contrato de fiança, e neste tipo de contrato, uma das partes garante á outra uma obrigação não cumprida por uma terceira parte. E em outras palavras, os fiadores podem assegurar aos credores o cumprimento de uma obrigação que não é efetivada pelos devedores.

Modelo de contrato de fiança bancária

Em contrapartida, para que o processo de transação possa ocorrer, seguindo todos os trâmites legais, os contratos de fiança precisam ser devidamente redigidos, especificando a partir disto todo o consentimento de ambas as partes, tanto dos fiadores como dos credores, além da possibilidade de detalhar os propósitos de transações.

De uma mesma forma quando houver qualquer tipo de restrição legal, estas restrições precisam estar mencionadas corretamente antes do ato consensual, já que ao ser devidamente assassinado, os contratos de fiança poderão gerar uma obrigatoriedade de uma ou de outra parte.

De acordo com os artigos de número 15 da Lei de Execução Fiscal de número 6830/80.

Saiba que a carta de fiança bancária é equivalente ao dinheiro, para um efeito de gradação dos bens penhoráveis, estabelecida a partir do artigo de número 655 do CPC” e o artigo 585, II do Código de Processo Civil. Levando isto em conta, a carta de fiança é uma espécie de crédito extrajudicial, o que deixa você apto a guarnecer as ações em execução devidamente forçada.

Da validade do contrato.

Para que sua carta de fiança possa ter uma validade plena, ela precisa ser devidamente compatível com os contratos aos quais ela deverá estar vinculada. Ou seja, todas as informações de cartas deverão ser iguais ás de contrato, e não deverão conter nenhum tipo de restrição.

O seguro fiança, em contraponto é um seguro que poderá garantir aos usuários um cumprimento de obrigações contratuais de todas as partes envolvidas. Como por exemplo, quando se trata de empresas privadas, o seguro é utilizado nas relações de contrato com terceiros, garantindo assim eu não exista um descumprimento do contrato por parte de prestadores de serviços.

Modelo 1

Modelo 2

    
Este site lhe foi útil? Clique no G+1. É muito importante pra nós. Obrigado!


Deixe um Comentário: