Receitas médicas – Atestados Prontos

Deve competir ao farmacêutico e a equipe de atendentes e balconistas de sua supervisão observar todos os detalhes possíveis e principalmente com relação a identificação do médico que foi prescrito do paciente e o medicamento prescrito para detectar eventuais fraudes de receitas.

A grande maioria dos consumidores desconhecem os riscos de compra de medicamentos sem a sua devida prescrição médica. E vários deles recorrem a um famoso jeitinho brasileiro para driblar as leis e assim conseguir o que precisam na maioria das vezes recorrendo a falsificação, o que é algo proibido.

 

O que poucos sabem é que existem graves riscos a saúde com este processo, e os clientes não falsificam receitas apenas para a compra de anabolizantes, o que é uma prática comum a adeptos de atividades físicas e todo o tipo de medicamento que poderá exigir uma apresentação de receitas médicas, estando sujeito a ser comprado ilegalmente.

Como acontece geralmente a falsificação.

Conforme o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), existem vários casos onde os criminosos clonam os dados pessoais e utilizam nomes, números de CRM e até mesmo falsificam documentos de médicos com registros ativos.

Atestados ProntosAlguns deles são contratados por serviços de saúde, e outros atuam em falsos consultórios particulares ou mesmo na venda de atestados médicos, geralmente isto ocorre para justificar uma dispensa em trabalho, e na venda de receitas médicas, geralmente envolvidas em medicamentos de utilização controlada.

Depois das impressões de formulários, os falsificadores procuram obter informações de alguns médicos, como por exemplo o nome completo, a sua especialidade médica e os seus respectivos números de registro juntamente ao CRM da jurisdição local.

Tendo assim estas informações, facilmente é possível contar com carimbos falsos, assim como falsificar assinaturas apontando a data que aprovou o crime. Devido a toda esta ousada situação, é realmente bem difícil detectar uma prescrição que seja fraudulenta e bem elaborada por exemplo.

Na maioria das vezes o conhecimento padrão de prescrição e até mesmo de caligrafia usual de médicos que atendem na região ou drogaria contribuem para avaliar a receita médica. Muitas vezes a fraude é bem elaborada e torna difícil a sua detecção.

Modelo 1

Modelo 2

Modelo 3

Modelo 4

    
Este site lhe foi útil? Clique no G+1. É muito importante pra nós. Obrigado!


Deixe um Comentário: