Contrato de Adesão Escritório Coworking


Apesar de muitos profissionais terem os seus escritórios particulares, também são muitos os que não os pagam sozinhos: o modelo coworking está muito presente, sendo ele o sistema no qual os empreendedores dividem os consultórios, as salas comerciais e outros espaços.

Se for um local pequeno, as equipes de cada um dos empreendedores podem usar dias alternados, sendo isso bem usado pelos dentistas, pelos psicólogos e outros especialistas. Se a área é maior, então podem existir divisórias para que as equipes dos empreendedores atuem nas suas atividades e com privacidade.

Para que o coworking dê certo, é importante que as contas desse escritório tenham a devida divisão, incluindo-se as de luz e os outros recursos, como o wi-fi. Aqueles que usam juntos esses escritórios também necessitarão de regras de convivência, sendo seguro que exista documento escrito.

Uso do Modelo de Contrato

Indica-se o contrato de adesão ao serviço de escritório compartilhado coworking, que é uma documentação na qual se vai especificar quais são os dias nos quais aquelas instalações vão ser disponíveis para cada empreendedor, quais serão os horários e o que não pode ser realizado para que as atividades profissionais do outro empresário não sejam prejudicadas.

Esse contrato vai ter o nome dos dois empreendedores e o seu CPF. No caso de existir algum CNPJ ou um nome fantasia, eles também serão inseridos. É primordial que se escreva, por exemplo, se é aceito que algum serviço para o escritório compartilhado seja decidido apenas em conjunto e como é que os pagamentos das despesas acontecerão: a totalidade será dividida ou cada empreendedor vai ficar com algumas contas?

A quantidade de colaboradores que cada empreendedor poderá ter também pode ser um os temas desse contrato. Lembra-se que ele tem de ser feito em Arial 12 e que, mesmo que os empresários deixem-no virtualmente copiado, é importante tê-lo em papel e que ele seja registrado no cartório.

Muitos advogados podem criar esse contrato de escritório compartilhado, mas os empresários poderão cria-los. Segue agora um modelo desse contrato de coworking.

Modelo de Contrato de Adesão ao Serviço de Escritório Compartilhado Coworking

    

Deixe um Comentário: